"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar." (Machado de Assis)

sexta-feira, setembro 29

A Crise dos 25

Você chegou aos 25 anos e se sente um ET? Bem vindo ao clube! Vamos aproveitar o "mode sarcasmo on" e jogar tudo no ventilador.

Quando você chega aos 25 anos, já não bastasse a terrível sensação de que o tempo tá escoando pelas mãos e as suas próprias cobranças sobre seus sonhos e metas, ainda tem os outros... família, amigos, colegas de trabalho, etc. Todos te questionando alguma coisa, e fazendo você ficar um pouco mais careca. Os temas são sempre variados e, por mais que você tenha conquistado várias coisas, sempre tem um ponto certinho para pisar no seu calo, sempre tem um ponto fraco.

- Carreira e faculdade

Se você ainda não se formou na faculdade, está arrancando os cabelos. Todos os seus amigos estão se formando e outros até já estão no mestrado... e você alí, firme e forte catando cavaco. Você pensa que deve ter alguma coisa errada com você: ou você é muito burro, ou você tem problemas - dislexia, paranóia ou alucinações quando vê aquele professor e começa a entrar em um tunel escuro com uma luz violeta lá no final, que gira na velocidade da voz dele. Aí você pensa se deveria largar o trabalho pra se dedicar melhor, se devia voltar pra casa dos pais, se devia sair correndo, se... se... se...
Se você se formou, menos pior... a cobrança vai ser pra você arrumar um emprego que te deixe milionário do dia pra noite. Seu futuro mal começou e já começou pilhado. Aí tem o mestrado também.. faço ou não faço, onde eu faço, desisto de tudo e vou fazer veterinária, pulo de uma ponte ou vou de mochilão mtv para o exterior?


- Relacionamentos

Pronto. A festa está formada. É a forma de tortura preferia daquela sua tia inconveniente.
Se você tá sozinha, é a "tadinha". Todo mundo olha pra você e se pergunta "mas gente, porque fulaninha não arruma um namorado...?". Todo mundo acha que você tá ficando velha e precisa desencalhar logo. Amigas arrumam fitas mirabolantes. Famílas ficam maquinando em suas mentes maquiavélicas um encontro com aquele ex seu ou com o sobrinho-da-tia-da-sogra-da-avó-de-alguém. E aí se vão hordas de pessoas enlouquecidas destinadas a procurar até nos caras errados alguém pra dizer que não tá sozinha. Burros n'água com certeza. Apenas umas poucas não caem na pilha e deixam que a Providência faça o que seu nome diz e esperam.
Se você tá namorando, todo mundo te pergunta quando o "bófio" (roubei da Nathy) vai parar de te enrolar ou porque você não arruma outro namorado - afinal logo você faz 30 anos e "precisa" (sic) ter filhos cedo. E é um tal de parente que dá palpite, que só a misericórdia divina pra dar paciência. Mas já era: foi plantada a sementinha da maldade, e você começa a se perguntar: "e se for verdade?". Pronto. Acabou a sua festa.
Se você já é casada, tudo gira na mesma pergunta: "E aí, quando vai fazer a 'encomenda'?". Ao menos isso é mais fácil de administrar ou de dar um fora mais educado no intrometido...


- Idade

Aos 25 anos começam a aparecer as tão faladas linhas de expressão. Você mora sozinho e tem um espelho ennorme no quarto... e dá a volta pra não olhar pra ele. Já ví marmanjo "cabra macho" que se rendeu aos creminhos milagrosos da Avon que prometem acabar com todas elas. Elas então, nem se fala. Cosmético vira vício, você compra um para o ressecamento da área dos olhos, outro pra oleosidade do queixo, outro pras linhas da testa. Isso sem falar dos para celulite - que começam a pipocar, os dos pés, os das mãos (elas são o maior X-9 que existe da idade). Daí começa a vigiar freneticamente os primeiros fios de cabelo branco e arrancar sem dó nem piedade. Mas quando começa o massacre, não tem jeito: tinta neles.



Acho que hoje eu entendo porque alguns homens dizem que as mulheres de 30 são mais interessantes que as de 25... como elas já estão lá, viram que isso tudo é uma besteira tão grande que resolveram chutar o balde e cair na gandaia. Não querem saber de sentir receio dos "enta" chegando, querem apenas curtir... apenas viver a idade, sem se preocupar com ela.

Eu decidí que não vou lutar contra o inevitável. Minhas prioridades são minhas e de mais ninguém - ninguém vai pagar minha conta ou lavar a louça no final. E pra comemorar o início da minha prematura libertação aos padrões impostos, comprei um vaso de flores rosas e coloquei na minha mesa. Por algum motivo, todos me perguntam se é meu aniversário. Quem sabe seja...

E que toque o psy-trance na pista, DJ!

19 comentários:

André disse...

Gostei... :)

Eu estava com preguiça de escrever tudo isso, mas a sua visão é praticamente "unissex" :)

Beijos maninha

aboutliv disse...

fora o psy trance me identifico
'

Eliane Santos disse...

Muito bom!!! rsrs, muito engraçado tb... como as pessoas são iguais né? É exatamente isso que ocorre ao meu redor.

Presságio disse...

ahh.. to vivendo esse período doido!!! Pior que é desse jeito mesmo!! rs.. eu não botava fé nessa "Crise dos 25 anos", até passar por ela! LOL! é teenso!

Anônimo disse...

Aiai! Tô com 23 e já passando pela crise dos 25! Ninguém me avisou q ser adulto dá tanto trabalho!

Elvira Costa disse...

Eu me identifico até com o Psy! Digitei "crise dos 25" no google e o primeiro texto que apareceu foi o seu.

Comecei a ler e pensei "vou compartilhar no Face". Me identifiquei em tudo com esse texto. O vício nos cremes... Realmente vicia ahahah Tenho oito cremes diferentes, contei essa semana, e ao ler a parte do texto que fala dos cremes eu gargalhei!

Ahmeudeus!

Bela crônica.

Abçs,

Elvira Costa

Fernanda disse...

Caracaaa, eu acabei de fazer 25 e precisava muito ler isso... rsrs
Estou me sentindo um ET, mas fico feliz que isso vá passar!!
Antes de nos aceitarem a gente tem que se aceitar né?!!

Obrigada!!

*Sa* disse...

Como você me descreveu sem nem me conhecer?
rs

Mestrado, casório, e por aí vai.

Você escreve muito bem! Fiquei fã!

Bjinhus, Sa
http://mundo-sa.blogspot.com

Anônimo disse...

Adorei! Passando por isso! rsrsrs
vou copiar as partes que me identifiquei mais e postar no meu face! Você escreve muito bem.Parabéns!:)

Priscila disse...

Pior eu que tenho 25 e ainda moro com meus pais

Anônimo disse...

Faço 25 anos e 1 mês hoje e estou me sentindo bem assim. Parece que as amizades que pareciam imperecíveis simplesmente eram superficiais e eu não sabia...
Muito triste.
Mas posso dizer que estou muito feliz com aminha idade. Não posso dizer que trocaria meus 25 por 20 ou 15. rs

Marcos Evangelista disse...

O que precisamos entender é que a crise dos 23 ,25 é real, e não devemos tomar decisões que que coloquem nossa vida pessoal e profissional risco. Senta e respira que passa!!

Nina Souza disse...

Eu fico muito feliz por ter escrito esse texto quando eu tinha 25 anos e agora, ano em que farei 34 anos (!!!) ele continue tão atual para tantas pessoas. :)

Obrigada a todos pelo carinho de vocês! Beijos no coração!

JUA disse...

Ahhh os 25!!!!

JUA disse...

Ahhh os 25!!!!

fgf disse...

cv

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline Maciel disse...

Eu também estou passando por essa fase! Tenho 25 e ainda moro com meus pais pois não tenho grana pra me bancar sozinha! Gosto muito do meu trabalho, mas o salário é no mínimo ridículo! E ainda tenho que aguentar a parentada questionando quando que vou arrumar um namorado, ou pior sentindo pena de mim! O jeito é respirar e acreditar que tudo passa, é só questão de tempo!

raphael aredes disse...

Próximo mês faço 25 anos.Tudo está louco.meu Deus...belo texto nina abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...