"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar." (Machado de Assis)

segunda-feira, março 24

Música - parte 2

Continuando...
 
A história de escrever sobre música começou quando eu vi que uma das bandas que mais gosto - o Radiohead - está escolhendo um clip feito pelos fãs para uma das músicas do seu novo álbum.
 
Eu fiquei pensando nas músicas as quais poderia fazer facilmente um clip. Algumas delas, clips com histórias que me contaram ou que eu lí. Outras, de livros. E muitas, com fragmentos de momentos em que eu viví.
 
Atire a primeira pedra quem não teve uma música que marcou algum momento muito importante da sua vida. E eu tenho uma penca delas.
 
Como eu respiro música, todas elas meio que levam ao retrospecto sobre algum momento em que eu viví. Outras, sobre épocas que não tem como esquecer.
 
Eu divido "minhas" músicas em algumas categorias: músicas que marcaram fases, músicas que marcaram momentos, músicas que marcaram pessoas e músicas que marcaram desejos.
 
Para dar exemplos: Crazy (Seal) é a música que considero a música sobre quem eu sou, sobre meu espírito (abrindo um PS: eu TENHO que ir no show dele no Rio! *.* ). Poderia fazer um clip sobre ela facilmente. Fake plastics trees (Radiohead), Rebirth (Angra) e Breakaway (Kelly Clarkson) e Outside (Red Hot Chilli Peppers) foram músicas que marcaram mudanças grandes na minha vida. Silent Lucidity (Queensryche) marcou um desejo intenso de encontrar quem eu encontrei.
 
Uma coisa é certa... se minha vida fosse um filme, certamente eu teria a trilha sonora completa. rs...

4 comentários:

Ruiva disse...

E eu TENHO que ir no show com você!!!

Ruiva disse...

E eu TENHO que ir no show com você!!!

Ruiva disse...

E eu TENHO que ir no show com você!!!

Andre disse...

É isso aí maninha... eu também tenho a minha extensa lista de músicas que é capaz até de me balançar mesmo em terra firme...

Beijos :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...