"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar." (Machado de Assis)

terça-feira, dezembro 26

Sinceridade, e nada mais

Às pessoas, nunca pedí nada mais que a sinceridade.

Nunca pedí nada além do que a verdade e seu velho chavão "doa a quem doer". Sempre fui acostumada com a verdade nua e crua, e me dói mais saber que ela não veio a mim do que tê-la - mesmo que em desagrado.

Nunca reclamei quando meus pais me negavam presentes dizendo que não podiam, mas que eu escolhesse outra coisa mais acessível. Ou quando amigos diziam que não estavam a fim de sair naquele dia porque estavam de mal humor. Ou mesmo quando me disseram que eu não tinha fluência em inglês e por isso não seria contratada. Nem mesmo quando ganhei "nãos", seguidos dos doloridos porquês das coisas.

Mas porquês verdadeiros.

A sinceridade é prova de respeito, é demonstração de afeto e intensão de não ferir apesar de tudo.

Só quem respeita alguém pode ser sincero com ele; só quem sente afeição por outra pessoa pode colocar em risco um amor ou uma amizade por conta de uma verdade; só quem se preocupa em não ferir prefere sentir a dor da sinceridade contrariando o esperado.

Então, a única coisa que peço é que me diga que não vai naquele almoço que me é importante porque simplesmente não está a fim ao invés de colocar a culpa na falta de dinheiro, e eu ver na outra semana os encontrar com outras pessoas. Ou que diga que não quer ver aquele filme porque não gosta de filme nacional. Por favor, me fale quando eu perguntar que aquela roupa não caiu bem em mim. Se meu texto for ruim, não precisa elogiar, apenas não diga nada. E se ficar chateado com o que eu falei, reclame... provavelmente foi sem querer.

A unica coisa que peço é sinceridade, e nada mais.

4 comentários:

Suzi disse...

É que as pessoas acham que uma mentira bem contada ainda é melhor que uma verdade ruim.
É que quando resolvem ser "verdadeiras", o são sem o menor tato.
É que não descobriram, ainda, o que significa "ser sincero". E alguns passam mesmo a vida inteira sem saber...

Beijos, Nina.
;o)

Leo Costa disse...

sinceramente?

seutexto é lindo e me fez pensar muito!,

feliz 2007

Andre disse...

Tem verdades que só fazem mal... outras fazem muito bem... e outras desorientam...

Beijos e otimo 2007 mana

Suzi disse...

kd vc?????

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...