"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar." (Machado de Assis)

terça-feira, abril 24

Relatividade do tempo

Nome pomposo desse post só pra comentar uma curiosidade que tive de satisfazer.

Algumas pessoas acham superestranho alguém que namora a distância.

Pois bem. Como economista que sou, depois de mais um comentário sobre como sou doida de namorar a distância, resolvi colocar na ponta do lápis de forma bem realista o número de horas comparado a diversos cenários. Como namoro a 6 meses, esse vai ser o prazo de observação. rs.

Hipótese A: minha amiga que trabalha e estuda como uma louca, e só vê o namorado aos finais de semana pra pegar um cineminha/jantar fora e dar uma namorada 'à vontade' por ai.
Tempo estimado: 6 horas por dia do final de semana, 12 horas totais por final de semana.
Tempo total em 6 meses: 288 horas.

Hipótese B: minha colega que disse ver o marido 4 horas diárias, mas como ele trabalha em escala só tem um dia na semana em que eles passam juntos, isso quando calha de ser em um final de semana. Supondo que em um final de semana por mês eles tenham um dia juntos... Tempo estimado: 4 horas diárias por 29 dias, mais 24 horas em um dia.
Tempo total em 6 meses: 840 horas

Hipótese C: um casal bem comum. Passam 4 horas diárias juntos, e os finais de semana integralmente (levando em consideração que eles *efetivamente* passam todas as 24 horas do final de semana juntos).
Tempo estimado: 4 horas diárias durante a semana, 48 horas totais no final de semana.
Tempo total em 6 meses: 1632 horas.

Hipótese D: eu e morê, contando rigorosamente as horas em que estivemos juntos e excluindo-se as horas em que estive no trabalho (e também as horas - no mínimo duas - que conversamos todos os dias).
Tempo total em 6 meses: 996 horas.

---------------

Tanta diferença assim? Ainda sou meio doida? rs!
Claro que dói a saudade nos 'intervalos', mas depois compensa tudo. ;)

7 comentários:

Andre disse...

Hahaha...

Acho que agora você tem um novo tema para a monografia ou sua ou de alguem :D

Beijos maninha :D

e voce não é doida não... ;)

Nina disse...

Morê me prestou uma consultoria metodológica e me lembrou que existe uma falha nesses calculos. Depois vou editar. xD

Suzi disse...

É a matemática do amor.
Não é coisa doida. é, como diria F.Pessoa, coisa ridícula. deliciosamente e amoravelmente ridícula.
;o)

Felicidades, Nina.
Muitas felicidades!

Mosana disse...

doida ou nao.. eu nunca fiz esse tipo de contagem!
+_+
adorable!
beijos

Suzi disse...

Ei, sumida, cadê vc????

Mosana disse...

terra para nina..
td bem ai?
beijos

Suzi disse...

Cara, cadê você???

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...